10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Caminhoneiros ameaçam paralisação geral caso o comércio não volte ao normal

Pensar na atividade industrial e agrícola do Brasil sem reconhecer o trabalho dos caminhoneiros é impossível, visto que eles são responsáveis pela absoluta maioria dos abastecimentos comerciais do país, de modo que sem a circulação de mercadorias nas estradas a nação literalmente para.

Com base nisso e diante do aprofundamento da crise econômica por causa da imposição de quarentena nos estados e municípios, líderes da classe dos caminhoneiros do país decidiram adotar o discurso do presidente Jair Bolsonaro de que os comércios sejam reabertos.

Uma forma encontrada pela categoria de pressionar os governadores e prefeitos que insistem em manter fechado os comércios locais é a paralisação completa. Os profissionais têm ameaçado fazer greve caso os estabelecimentos não voltem a funcionar, o que prejudicaria desde o fornecimento de materiais hospitalares, até os produtos básicos domésticos.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o grupo fazendo ameaças, chegando a dizer que a população passará fome porque eles não farão o abastecimento, segundo informações do Jornal de Brasília. Apesar de parecer exagerada, a iniciativa reflete a opinião de grande parte da população que já sente os efeitos do isolamento forçado. 

Veja um dos vídeos abaixo:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: