13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Bolsonaro diz que Lula foi posto em liberdade “para ser presidente na fraude”

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje de uma cerimônia de entrega de títulos rurais no Mato Grosso do Sul, onde discursou por alguns minutos para a população local, ocasião em que aproveitou para criticar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de anular às condenações do ex-presidente Lula tramitadas e julgadas em Curitiba, no âmbito da operação Lava Jato.

“O bandido foi posto em liberdade e foi tornado elegível para ser presidente. Na fraude. Ele só ganha na fraude no ano que vem”, afirmou o presidente, lembrando que o eleito em 2022 terá o poder de indicar mais dois ministros para o STF.

“Quem se eleger presidente da República em 2022,vai indicar dois ministros em 2023 para o Supremo Tribunal Federal [STF]. De acordo com o perfil de quem ganhar lá, saberemos o perfil de quem vai ser indicado. A responsabilidade é muito grande e está nas mãos de cada um”, alertou Bolsonaro.

Contra o risco de supostas “fraudes”, Bolsonaro defendeu que é preciso implementar o voto impresso no Brasil, movimento que já vem sendo realizado por aliados do governo na Câmara dos Deputados.

“Se o Congresso Nacional votar e promulgar uma PEC [Proposta de Emenda à Constituição] do voto impresso, teremos voto impresso no ano que vem. Eleições, dali para frente, só com o voto impresso”, disse. “Eu respeito as decisões do Parlamento brasileiro. Os outros Poderes também têm que respeitar.”

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: