10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Vice na chapa de Lula, Alckmin chama o ensino domiciliar de “coisa do século 18”

Vice-pré-candidato na chapa do ex-presidente Lula na disputa pela Presidência da República este ano, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, resolveu emitir opinião contra o ensino domiciliar, aprovado recentemente na Câmara dos Deputados.

A pauta é apoiada pelo governo Bolsonaro e seus aliados, sendo considerada uma importante ferramenta na luta contra a chamada “doutrinação ideológica” nas escolas do país, bem como uma alternativa para os pais que desejam oferecer uma formação curricular diferenciada aos filhos.

Alckmin chamou de “retrocesso” o ensino domiciliar, fazendo parecer que o modelo, atualmente adotado em mais de 60 países, sendo muitos do 1° mundo, como Estados Unidos, Suíça e Holanda, seria algo primitivo e sem uma metodologia específica.

“A única proposta é o homeschooling, coisa do século 18. Como é antivacina, é antiescola. Ensinar em casa. Sem alimentação, sem professor, sem pedagogia, retrocesso”, disparou o vice de Lula, segundo o Poder360.

A declaração de “Chuchu”, como foi apelidado Alckmin e o próprio Partido dos Trabalhadores (PT) vem se referindo a ele, em tom de piada, foi dada durante um evento em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na última quarta-feira (01).

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: