‘Vai ficar muito tempo’: Bolsonaro efetiva general Pazuello como ministro da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não vai nomear outro ministro da Saúde tão cedo, o que praticamente efetiva o general Eduardo Pazuello na pasta.

“Ele vai ficar por muito tempo, esse que está lá. Não vamos mudar, não. Ele é um bom gestor e vai ter uma boa equipe de médicos abaixo dele”, declarou o presidente durante uma conversa com funcionários de uma equipe de limpeza urbana.

O general substitui o ex-ministro Nelson Teich e, mesmo antes da declaração pública do presidente sobre a intenção de mantê-lo no cargo, já havia nomeado 17 militares de alta patente em cargos de confiança na cúpula da pasta.

Esse movimento visa tranquilizar Bolsonaro sobre uma desconfiança que o mandatário tem sobre todos os assuntos envolvendo o Ministério da Saúde, já que a pasta é ambicionada por seus contratos milionários, sobretudo os emergenciais, que se multiplicaram durante a pandemia.

Formado, assim como Bolsonaro, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), Pazuello tem passagem pela Amazônia a serviço do Exército, e é considerado um especialista em logística militar.