25.5 C
Brasília
Sábado, 21 Maio, 2022

TSE vai celebrar o “orgulho LGBTQIAP+” e famílias “poliafetivas” em calendário 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou para os seus servidores o calendário de 2022 da Corte, onde temas polêmicos como o “orgulho LGBTQIAP+” e as famílias “poliafetivas” estão agendados para serem celebrados. A notícia sobre o assunto provocou reações críticas nas redes sociais.

O TSE incluiu para o mês de maio, por exemplo, a celebração da “diversidade cultural e família”, onde o conceito apresentado sobre o tema envolve “família matrimonial, homoafetiva, monoparental, anaparental, socioafetiva, mosaico, paralelas, substituta, eudemonista, poliafetivas e várias outras”, que segundo o Tribunal “são exemplos de entidades familiares”.

Ao se referir ao calendário do mês de junho, a Corte trata do “orgulho LGBTQIAP+”, onde destaca “todas as diversas possibilidades de orientação sexual e/ou de identidade de gênero que existam” ao explicar a sigla do movimento, que traz o símbolo do “+”.

Nas redes sociais, internautas criticaram o fato de um Tribunal Eleitoral se envolver com temáticas sociais. “TSE tinha que celebrar a transparência, os eleitores e a imparcialidade independente de suas preferências sexuais, partidárias e ideológicas”, postou uma usuária do Twitter em resposta a uma matéria da revista Oeste.

“Tem vezes que leio e não creio, releio e tenho a sensação de que só pode ter havido um engano… Gente como é que pode um Tribunal Superior Eleitoral fazer esse tipo de coisa?!? [sic]”, questionou outra internauta. Outros também criticaram o ministro Luiz Roberto Barroso, que presidiu o TSE e decidiu alguns temas do calendário, segundo a Oeste.

- Publicidade -
Última notícia
- Publicidade -
Veja também:
close