15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Sheherazade acusa Silvio Santos de “atitude machista” e quer 500 mil de indenização

Rachel Sheherazade, jornalista que ficou popular por ser apresentadora do telejornal SBT Brasil, mas que foi demitida pela emissora em Agosto de 2020, virou alvo de críticas após vir à tona um processo aberto por ela contra o apresentador Silvio Santos.

Após sua demissão, Rachel entrou na justiça com um pedido de indenização de R$20 milhões contra o SBT, alegando que nunca havia recebido nenhum direito trabalhista (tal como férias remuneradas e 13º salário), muito embora a mesma tenha sido contratada como pessoa jurídica, e não física.

Porém, outra medida também chamou atenção do grande público. Se trata da acusação de que Silvio Santos teria cometido assédio moral e humilhação em rede nacional. A defesa de Sheherazade alega que a mesma teria sido vítima de censura e boicote pela chefia do jornalismo dentro da emissora, assim como de uma “atitude machista” do apresentador.

Um dos eventos destacados pelos advogados de Sheherazade ao explicar a causa da acusação foi a cerimônia de Troféu Imprensa do dia 9 de abril de 2017. Em dado momento da cerimônia, a então funcionária do SBT subiu ao palco para receber o troféu destinado à melhor apresentadora do telejornal em 2016.

No processo em questão destaca-se a seguinte fala de Silvio: “Eu te chamei aqui para você continuar com a sua beleza, com a sua voz, foi para ler as notícias, e não dar a sua opinião. Se quiser falar sobre política, compre  uma estação de TV e faça por sua conta própria conta”.

De acordo com a defesa de Seherazade, o dono da emissora apresentou um comportamento depreciativo, preconceituoso, vexatório, humilhante e constrangedor, assim como uma atitude “nitidamente machista” ao colocar a figura feminina numa posição na qual a beleza estética foi supervalorizada em detrimento dos atributos intelectuais.

Em contrapartida, é de conhecimento público que o dono da emissora sempre apresentou um comportamento bastante espontâneo, não se restringindo no momento de fazer elogios ou críticas à terceiros, o que tem sido alvo de críticas atualmente devido ao avanço da cultura do “politicamente correto”.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: