Protestos contra Bolsonaro marcados para este sábado indicam fracasso da esquerda

Ao longo da semana, a oposição ao governo Bolsonaro se esforçou para organizar um novo protesto contra o presidente da República marcado para este sábado (24/07). No entanto, até o desenrolar dessa matéria, tudo indica que o “grande” ato parece estar caminhando para um tremendo fracasso.

Na sexta-feira (23), por exemplo, a BBC apontou números: “Segundo os organizadores, reunidos na Campanha Nacional Fora Bolsonaro, até a noite de sexta-feira, estavam confirmados 488 atos, em 471 cidades e 17 países. Em 3 de julho, foram 352 atos, em 312 cidades do Brasil e outros 35 no exterior, em 16 países, segundo levantamento do jornal Folha de S. Paulo.”

A própria Folha de S. Paulo reconheceu que o tamanho das manifestações deste sábado iria ser uma espécie de teste, no sentido de provar o quanto a população estaria disposta a reagir contra o atual governo. A expectativa, portanto, seria de algo grandioso.

“Os protestos com alcance nacional e internacional contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) marcados para este sábado (24) serão uma espécie de teste para a disposição dos manifestantes, após uma sequência de três grandes atos nos últimos 56 dias —o mais recente no dia 3 deste mês”, disse o jornal, também na sexta.

Os “três grandes atos” citados pelo jornal, na verdade, não foram grandes o quanto fizeram parecer, e ao que tudo indica os atos marcados para este sábado seguirão a mesma linha, mas ainda pior, visto que até esse momento a própria imprensa, em sua maioria opositora ao governo, não deu qualquer destaque às manifestações.

O G1, por exemplo, colocou na capa de uma matéria alguns manifestantes em um ato que ocorre no Rio de Janeiro, como é possível notar na imagem abaixo:

Manifestantes protestam no Centro do Rio contra o governo Bolsonaro na manhã de 24 de julho de 2021 — Foto: Jefferson Monteiro/TV Globo

O Partido dos Trabalhadores (PT), principal interessado nos atos contra o presidente Jair Bolsonaro, tendo em vista a disputa eleitoral em 2022, também publicou a foto de um ato que ocorre em Brusque, Santa Catarina, com algumas pessoas (imagem abaixo).

Imagem

Como é possível notar, se houvesse até esse momento alguma manifestação grandiosa, de fato, sem dúvida alguma ela estaria estampada na capa dos principais jornais do país. Em uma rápida pesquisa no Google, não observamos esses registros, veja abaixo o print:

Manchetes de algumas das principais mídias do país destacando atos contra o governo no início da tarde deste sábado, dia 24/07/2021.
Deixe o seu comentário: