15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Pesquisa CNT/MDA mostrou Bolsonaro com avaliação individual superior à da imprensa

O presidente Jair Bolsonaro, alvo de oposição sistemática por parte da imprensa desde sua posse, está melhor avaliado do que os veículos de informação na percepção da população.

A pesquisa CNT/MDA divulgada na última terça-feira, 12 de maio, trouxe dados da avaliação popular a respeito da imprensa, do governo e do presidente individualmente durante o cenário de pandemia de Covid-19.

O governo federal obteve avaliação positiva (ótimo ou bom) de 32,0% dos entrevistados; avaliação regular de 22,9%; avaliação negativa (ruim ou péssimo) de 43,4%. Não souberam opinar ou não responderam: 1,7%.

Individualmente, Jair Bolsonaro foi avaliado positivamente (aprovação) por 39,2%, contra 55,4% de desaprovação. Não souberam opinar ou não responderam: 5,4%.

A imprensa, que tem na credibilidade seu principal ativo, teve avaliação amplamente mais negativa que os números do governo ou do presidente individualmente: “Em relação ao grau de confiança nas informações divulgadas pela imprensa sobre a pandemia do novo coronavírus, 24,3% afirmam confiar muito; 48,5% confiam pouco; e 25,2% não confiam”, diz o relatório da pesquisa.

O jornalista Alexandre Garcia, que vem exercendo fortes críticas à classe em seus vídeos no YouTube, comentou a pesquisa: “Isso aí tem uma mensagem para nós jornalistas. Volto a dizer aqui o óbvio: a credibilidade é o nosso patrimônio principal. A gente não pode perder isso, porque aí a gente perde audiência, leitor, assinante. A gente perde a razão de existir porque a gente fica falando com cada vez menos gente”.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: