23.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Para evitar “chacota”, deputada do PT pede a rejeição da filiação de atriz pornô

O diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) manteve a decisão da Comissão Executiva Estadual da sigla e confirmou a suspensão da filiação da atriz de vídeos eróticos, Ester Caroline Henrique Bonometo Pessato, conhecida como Tigresa Vip.

Com a decisão, o diretório impede a possibilidade da jovem concorrer a deputada estadual, em 2022, como já havia sido previamente anunciado. Ela chegou apelar a Lula, a quem disse amar, para intervir e resolver seu caso.

A comunicação foi feita em um ofício datado na segunda-feira do dia 16, assinado pela secretária Nacional de Organização da legenda, Sônia Braga. De acordo com o documento, a decisão foi tomada durante uma votação feita pela Câmara de Recursos do PT, através do aplicativo Whatsapp, na última sexta-feira (13).

A jovem travava uma batalha jurídica com a sigla, a qual chegou a se filiar em Mato Grosso, mas que suspendeu posteriormente sua entrada.

“Vimos pelo presente comunicar que a Câmara de Recursos, em 13/05/2022, através de votação no grupo específico de whatsapp, deliberou sobre o recurso contra a decisão da Comissão Executiva Estadual que suspendeu a filiação de Ester Caroline e que por 6 votos favoráveis e 2 contrários, portanto, de forma terminativa, decidiu negar provimento ao Recurso, referendando a decisão da Comissão Executiva Estadual que decidiu suspender a filiação de Ester Caroline Henrique Bonometo Pessatto”, diz o ofício da direção nacional do partido.

Ester “Tigresa” virou manchete com a possibilidade de concorrer no pleito que se avizinha, mas dias depois teve a filiação suspensa pelo presidente do PT em Mato Grosso, Valdir Barranco.

Um polêmico áudio que vazou da atual deputada federal, Rosa Neide (PT), expôs uma articulação que envolvia Rosa e a presidente nacional do partido, a também deputada federal, Gleisi Hoffmann (PT), para evitar que o “partido virasse chacota”. Rosa exigia agilidade na ação administrativa “antes que fosse tarde demais”. Tigresa chegou a vir a público e pedir ajuda a Lula.

“Acabei de receber um vídeo feito por esta moça recém filiada no PT, eu encaminhei agora para a presidenta Gleisi assim como um texto meu como deputada federal de Mato Grosso colocando a situação e a partir de segunda-feira o diretório nacional há de analisar o que nós aqui de Mato Grosso estamos a enfrentar”, diz trecho do áudio, segundo o UOL.

“Quero comunicar a todos que eu fiz o comunicado porque se é para fazer campanha política sendo chacota para o país não estou disposta, então já enviei para a presidenta e espero que segunda-feira o deputado Valdir Barranco, nosso presidente, possa fazer uma reunião e discutir a questão antes que seja tarde demais”, completa a gravação.

O advogado Paulo Lemos, que faz a defesa da atriz, afirmou que a postura do partido é “inquisitiva e cruel”, destacando ainda que o marido de Ester é filiado ao PT, possui o mesmo trabalho que sua esposa e nunca sofreu qualquer penalidade ou advertência por conta disso, classificando a decisão como um possível receio de pré-candidatos ao potencial eleitoral da jovem. Com informações: Minuto MT.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: