24.5 C
Brasília
Segunda-feira, 27 Junho, 2022

Pacheco se nega a pautar impeachment de ministros do STF: ‘Não é prioridade’

O presidente do Senado Faderal, Rodrigo Pacheco (democratas), participou de uma entrevista no programa “Os Pingos Nos Is”, na Jovem Pan. A entrevista foi realizada na segunda-feira (22), e nela o político comentou sobre temas polêmicos da realidade nacional que têm se destacado nos últimos dias.

Quando questionado sobre o movimento em favor do impeachment do Ministro Alexandro de Moraes, Pacheco afirmou que existem outras pautas que requerem uma atenção maior, como a necessidade de suprimentos médicos, a vacinação e a distribuição de renda neste momento difícil.

“Veja, há pedidos de impeachment em relação à ministros do Supremo. Houve um anuncio que haveria também um pedido de impeachment em relação ao ministro Alexandre de Moraes. Naturalmente que vivemos um momento tão atípico e tão difícil da vida nacional, que tudo quanto há em relação de impeachment de ministro do Supremo, impeachment do presidente da República, CPI, acabam não sendo a prioridade nesse instante”, disse Pacheco ao falar sobre o pedido de impeachment feito pelo senador Jorge Kajuru contra Moraes.

O presidente do Senado reforçou suas ideias ao repetir seu discurso de posse, alegando que considera a saúde pública e o desenvolvimento econômico e social como suas prioridades atuais.

Segundo a Jovem Pan, o senador também fez uso desta situação para questionar por que o país não se preparou para uma segunda onda, que já teria sido anunciada em diversos países após o primeiro ano de pandemia, e concordou com a decisão feita pelo STF de que municípios e Estados devem assumir a responsabilidade quanto às medidas restritivas locais.

“Não há outro caminho para o Brasil que não seja a união. Reconhecer a liderança do presidente da república que deve liberar esse movimento de solução desse problema, ter no Senado, na Câmara dos deputados, no STF e na Procuradoria Geral da República agentes de colaboração para o objetivo comum”, afirmou.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: