10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Mourão fala em “união dos partidos de centro” como alternativa a Bolsonaro em 2022

Hamilton Mourão, o vice-presidente da República, declarou na última segunda-feira (26) que atualmente em sua visão não existe um nome com “força nacional” para disputar o pleito de 2022 atuando como uma “terceira via” para a presidência da República.

De acordo com o vice, para uma “terceira via” surgir, seria necessário à abdicação das diferenças por parte de partidos com diferentes posturas e opiniões para a formação de uma união, o que reduz consideravelmente a possibilidade de tal nome aparecer.

“A terceira via, para surgir, teria que se valer da união dos partidos de centro, centro-direita, centro-esquerda, que largassem de lado, cada um, as suas vaidades e se unissem em torno de um nome factível” afirmou Mourão.

Além disso, o general defendeu que esse candidato deve ser alguém que possa “empolgar o eleitorado” e “ser capaz de levar adiante todas as reformas que precisam ser feitas no país”.

Atualmente o país conta com pelo menos cinco nomes para a corrida presidencial (deixando de fora o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula), são eles: Ciro Gomes (PDT), Eduardo Leite (PSDB), Fernando Haddad (PT), João Doria (PSDB) e Luciano Huck (sem partido).

Durante sua entrevista, divulgada pelo Jornal Valor Econômico, o vice-presidente também afirmou que o presidente Jair Bolsonaro estará, provavelmente, escolhendo outro nome para compor a chapa de reeleição em 2022.

Com isso, o general afirma que a sua intenção para o ano que vem é concorrer a uma vaga no Senado Federal pelo Rio Grande do Sul, como descrito pelo Metrópoles.

“Se abrir a possibilidade, vejo que disputar a cadeira ao Senado estaria mais ao encontro da maneira como sou, como atuo”, declarou.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: