24.5 C
Brasília
Segunda-feira, 27 Junho, 2022

Mourão elogia a reação do presidente da Ucrânia na guerra: “Extremamente capaz”

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, comentou sobre o desempenho da Ucrânia na guerra contra a Rússia, destacando a atuação do presidente Volodymyr Zelenskyy como alguém que tem sido “extremamente capaz e eficaz”. A declaração do militar foi dada nesta segunda-feira (07).

“Eles estão buscando fazer esse desgaste, e o presidente Zelensky tem se mostrado uma liderança extremamente capaz e eficiente. Não só se dirigindo ao povo ucraniano, mas como também ao resto do mundo e em especial ao povo russo”, afirmou o general.

Mourão também explicou que a resistência dos ucranianos tem sido favorecida pelo confronto urbano, onde, segundo ele, os veículos blindados possuem desvantagem. Especialistas internacionais também têm avaliado a reação da Ucrânia como algo não esperado por parte dos russos.

“Um combate urbano é o pior combate pra uma força blindada e mecanizada como é a força russa. O combatente a pé, tem a maior capacidade de apresentar uma defesa consistente”, explicou Mourão.

No 12ª dia de guerra, a Rússia avança em sua tentativa de conquistar a capital ucraniana Kiev, centro de comando do pais. Atendendo aos pedidos do presidente Volodymyr Zelenskyy, cerca de 15 países já enviaram ajuda militar para a Ucrânia, na forma de equipamentos de defesa e suprimentos humanitários.

Ao comentar o início da invasão russa, Mourão chegou a sugerir o uso da força internacional contra a Rússia, o que foi rebatido pelo presidente Jair Bolsonaro, que vem optando pela neutralidade diplomática.

“Se o mundo ocidental pura e simplesmente deixar que a Ucrânia caia por terra, o próximo vai ser a Moldávia, depois serão os estados bálticos e assim sucessivamente, igual a Alemanha hitlerista fez no final dos anos 30”, comentou Mourou logo no primeiro dia dos ataques russos.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: