21.5 C
Brasília
Sábado, 13 Agosto, 2022

Moro cita o STF, mas diz que Bolsonaro ‘permitiu a volta de Lula e PT’

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, concedeu uma entrevista a um canal do YouTube que foi ao ar nesta segunda-feira (14), a fim de promover a sua pré-candidatura à Presidência da República este ano. Na ocasião, ele criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro, lhe atribuindo culpa pela libertação do ex-presidente Lula.

“Hoje, votar em Bolsonaro é eleger o Lula no 2º turno. Porque é isso que vai acontecer, dada a rejeição que foi criada pelo presidente por tantos e tantos erros na pandemia, na economia, e esse enfraquecimento do combate à corrupção”, criticou Sérgio Moro.

“Ninguém quer o Lula e o PT de volta. Por isso, tome muito cuidado e tome uma decisão muito refletida sobre esse assunto”, ressaltou o ex-ministro.

Mesmo citando algumas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que anularam as condenações do ex-presidente Lula no âmbito da operação Lava Jato de Curitiba, permitindo ao líder petista a sua elegibilidade política, Moro atribuiu a culpa pela “volta do PT” ao presidente Jair Bolsonaro.

“Bolsonaro é o culpado pelo ressurgimento do PT (…) Não aposte num governo que não deu certo, não está dando certo. Um governo que não entregou emprego, não entregou o crescimento da renda, deixou descontrolar a inflação. Um governo que enfraqueceu o combate à corrupção e permitiu a volta Lula e do PT”, afirmou o ex-juiz.

DESTAQUE
Veja também:
close