13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Moraes diz que TSE pode cassar o político que “colocar em dúvida o pleito eleitoral”

O ministro Alexandre de Moraes, atual vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), voltou a declarar nesta sexta-feira (29) que a Corte irá reagir com a “força da Constituição” para punir os políticos que colocarem “em dúvida o pleito eleitoral” desse ano.

“Não iremos aceitar milícias digitais, fake news e notícias fraudulentas sobre supostas fraudes nas eleições”, declarou o ministro, durante a sua participação por videoconferência, de um seminário promovido pelo TRE do Rio de Janeiro sobre os desafios do Judiciário nas eleições deste ano.

“E aqueles que pretenderem, de qualquer forma, colocar em dúvida o pleito eleitoral, atacar a democracia, serão combatidos com a força da Constituição e a força da lei, e com a independência e a autonomia do Judiciário”, completou Moraes, segundo O Globo.

A fala de Moraes também soa como uma reação às recentes declarações do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, que vem exigindo do TSE a tomada de medidas recomendadas pelas Forças Armadas.

Mesmo sem dar detalhes, Bolsonaro também vem dizendo que os votos este ano serão “contados”, dando a entender que a recomendação dos militares seria neste sentido, mas não com o uso de impressões.

“Não se fala ali em voto impresso. Não precisamos de voto impresso para garantir a lisura das eleições, mas precisamos de ter uma maneira —e ali naquelas nove sugestões existe essa maneira— para a gente confiar nas eleições”, afirmou Bolsonaro esta semana, se referindo às recomendações dos militares ao TSE.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: