Mais

    Michelle se levanta contra indicação de Dino ao STF: ‘Não existe comunista cristão’

    A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro se levantou contra a indicação do ministro da Justiça, senador Flávio Dino, para uma vaga no Supremo Tribunal Federal, o STF. Evangélica, ela lembrou que o político já se declarou “comunista”, fazendo uma crítica específica a isso.

    “Não podemos aceitar este tipo de gente no poder. Já imaginou o que este cara, chegando no STF, vai fazer com a gente?”, disse em evento do PL Mulher, ala feminina que é responsável em todo o território nacional.

    “Ontem [Dino] me posta uma foto com uma palavra de Deus, uma foto com a bíblia. Se ele é comunista, ele é contra os valores e princípios cristãos, porque o comunismo é o que mais perseguiu os cristãos”, completou ela.

    A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffman, não gostou das críticas de Michelle, resolvendo acusar a ex-primeira-dama de manipular a fé das pessoas, alegando que a mesma teria muito a “explicar”, também, a esse respeito.

    “Que moral tem a mulher do Bolsonaro, um presidente genocida, machista, que não gosta das mulheres, pra atacar Lula e falar de Dino?!”, comentou Gleisi, fazendo outra acusação sem provas, dessa vez a de genocídio, contra o ex-presidente do Brasil.

    “A receptadora de Queiroz rachadinha e Mauro Cid negociador de joias tem muita coisa pra explicar, a começar pela manipulação da crença e da fé das pessoas que ela faz”, completou a presidente do PT.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui