28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Marcos Valério citou suposta ameaça do PT: “Passo em qualquer detector de mentira”

Trechos da delação premiada feita pelo publicitário Marcos Valério, revelados pela revista Veja, caíram como bomba na pré-campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto que, por outro lado, uma luva nas mãos do bolsonarismo. E os motivos não são por menos.

Isso, porque o homem apontado como articulador do Mensalão fez graves acusações contra o ex-presidente Lula. Em determinado trecho da delação, por exemplo, ele disse ter recebido um recado do empresário Paulo Okamoto, em tom de ameaça, enviado pelo próprio líder petista.

“Eu recebo a visita do senhor Paulo Okamoto, primeiro dia que eu ia depor, em Brasília… palavras dele pra mim: ‘Venho a mando do presidente, preciso falar com você'”, disse Marcos Valério. Na sequência, ele disse o que teria ouvido do empresário. “Uma turma nossa acha que temos que fazer com você o mesmo que fizemos com Celso Daniel”, teria dito Okamoto.

Celso Daniel foi o prefeito de Santo André, sequestrado em 18 de janeiro de 2002, e posteriormente assassinado. O caso até hoje é cercado de especulações. Ainda em um dos trechos da sua delação, Marcos Valério disse que passaria “em qualquer detector de mentira” acerca das suas declarações.

Um vídeo onde o publicitário envolvido no escândalo do Mensalão parece fazendo a sua acusação contra Lula foi compartilhado pelo deputado federal Paulo Eduardo Martins. Assista, abaixo:

DESTAQUE
Veja também:
close