15.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Mandetta defende que igrejas continuem abertas: “É um elemento de melhora da alma”

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, participou de uma coletiva de imprensa na última quarta-feira onde defendeu medidas alternativas de quarentena devido ao coronavírus, a fim de que o país não seja prejudicado economicamente. Na ocasião, o ministro também falou sobre a importância das igrejas em tal contexto.

“Fé é um elemento de melhora da alma, do espírito. Pastores, padres, preguem pela televisão, preguem pela internet, as pessoas precisam. Façam suporte telefônico”, afirmou o ministro, argumentando que os templos podem permanecer abertos, desde que não exista aglomeração de pessoas.

“Oração é bom. Me perguntaram outro dia se as igrejas devem estar abertas ou fechadas. Que fiquem abertas, só não se aglomerem. Mas rezem, orem”, destacou Mandetta. Antes, o ministro demonstrou alinhamento com o presidente Bolsonaro ao defender modelos alternativos de quarentena, como o vertical, o qual isola apenas pessoas mais vulneráveis ao vírus e não toda a população.

“Tem várias maneiras de fazer quarentena, a horizontal, a vertical, isso tudo tem um bando de gente estudando. Não vamos fazer nada que a gente não tenha confiança. Antes de adotar o fecha tudo, existe a possibilidade de trabalhar por bairro, existe a possibilidade de fazer redução em determinados aparelhos”, afirmou Mandetta.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: