15.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

Janaína critica Mandetta: “Quer atribuir as mais de 100 mil mortes a Bolsonaro?”

A deputada estadual e advogada Janaína Paschoal usou suas redes sociais para se manifestar em relação ao ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que criticou o presidente Bolsonaro devido aos rumos da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

“É impossível para mim hoje ter essa sensação de quero mais com ele [Bolsonaro], porque ele jogou a favor de quem eu mais combato na vida, que é a morte”, afirmou Mandetta, segundo El País.

Durante a sua gestão, Mandetta havia recomendado que os infectados com o coronavírus só procurassem ajuda hospitalar se apresentassem “quadro respiratório grave“, o que contraria a visão atual do governo, que recomenda o tratamento precoce da doença, inclusive com o uso da hidroxicloroquina, algo rechaçado pelo ex-ministro.

Janaína criticou Mandetta justamente por esse ponto, questionando o motivo do ex-ministro ainda continuar defendendo a mesma visão.

“Com todo respeito ao ex-ministro Mandetta, hoje, todos os médicos que estão no front já sabem que medicar no início dos sintomas salva vidas. E ele insiste no discurso inicial… E ainda quer atribuir as mais de 100 mil mortes a Bolsonaro?”, questionou a parlamentar.

Segundo Janaína, a postura de Mandetta estaria sendo prejudicada por suas ambições políticas. Em outras palavras, ele estaria criticando o presidente Bolsonaro por pretender disputar às eleições presidenciais em 2022.

“Ter pretensões presidenciais é algo legítimo! O Ministro é uma pessoa querida pela população, mas é preciso reconhecer a realidade!”, completou a deputada.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: