15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Ibovespa bate marca histórica de 129 mil pontos e faz 4° recorde consecutivo

O Ibovespa atingiu um novo recorde em mais um dia de rali na bolsa brasileira, encerrando esta quarta-feira, 2, em alta de 1,04%, aos 129.601,44 pontos – na máxima do dia. É a primeira vez que o índice supera a marca dos 129.000 pontos na história, e este já é o quarto pregão consecutivo em que o Ibovespa consegue superar seu próprio recorde.

O índice acumula seis dias seguidos de alta, embarcando na maior sequência positiva desde novembro do ano passado. As responsáveis pela alta são, mais uma vez, as commodities, que contaram também com os ganhos dos grandes bancos.

No setor de commodities, as perspectivas de recuperação econômica global continuam impulsionando os preços do minério de ferro e do petróleo. O minério de ferro subiu 0,3% no porto de Qingdao, para 209,19 por tonelada, enquanto o petróleo Brent continuou acima da marca dos 70 dólares – subindo 1,51% no pregão de hoje. Já o petróleo WTI registrou alta de 1,54%.

Como resultado, Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3/PETR4) avançaram no dia. A mineradora subiu 1,41%, enquanto a petroleira teve forte alta de 4,96% nas ações ordinárias (PETR3) e de 2,82% nas preferenciais (PETR4). PetroRio (PRIO3) também surfou na onda do petróleo e subiu 3,15%.

Internamente, investidores continuaram repercutindo o resultado do PIB do primeiro trimestre divulgado na véspera, que veio acima das expectativas dos analistas. A notícia favorece ações de empresas que vinham descontadas na pandemia, como os grandes bancos – setor que representa quase 15% do índice.

As ações do Bradesco (BBDC3; BBDC4) subiram 2,97% e 3,92%, registrando as maiores altas do grupo. Banco do Brasil (BBAS3) teve ganhos de 3,59%, enquanto as units do Santander (SANB11) avançaram 1,54%. Com: Exame Invest

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: