15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Grave! Bolívia corta 30% do gás enviado à Petrobrás; Bolsonaro reage: “Orquestrado”

O presidente Jair Bolsonaro comentou, na segunda-feira (23), sobre o corte de 30% no fornecimento de gás natural da Bolívia para a Petrobrás. O repasse fazia parte de um contrato estabelecido entre a estatal brasileira com a empresa YPFB.

Ao falar com apoiadores, Bolsonaro deu a entender que o corte seria fruto de uma articulação que visa prejudicar o seu governo, e com a conivência da própria Petrobrás. A reação do presidente pode explicar o motivo pelo qual o governo anunciou mais uma troca no comando da estatal.

“A Bolívia cortou 30% do nosso gás para entregar para a Argentina. Como agiu a Petrobras nessa questão também? O gás, se tiver que comprar de outro local, é cinco vezes mais caro. Quem vai pagar a conta? E quem vai ser o responsável?”, questionou o presidente.

Segundo a Oeste, o corte de gás feito pela YPFB teria sido motivado por uma oferta melhor no preço oferecido pela Argentina. Essa informação ainda carece de confirmação. Para Bolsonaro, contudo, este “é um negócio que parece orquestrado para exatamente favorecer vocês sabem quem”.

Em nota, a Petrobrás comentou: “Tal redução da ordem de 30% não estava prevista e implica a necessidade de importação de volumes adicionais de Gás Natural Liquefeito para atendimento aos compromissos de fornecimento da Petrobras”, explicou a companhia. Assista:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: