15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Feliciano: membros da CPI da Covid já têm “veredicto antecipado” contra Bolsonaro

Na última terça-feira (20/04), o pastor e deputado federal Marco Feliciano publicou um artigo de opinião com relação à CPI da Covid-19, a qual possui a intenção de investigar possíveis desvios de recursos fornecidos pelo governo federal durante a pandemia.

O deputado iniciou seu texto explicando as funções e o protocolo de funcionamento de uma CPI, afirmando que por se tratar de um movimento cuja função principal é investigativa, seus membros devem assumir uma postura “imparcial”, de modo a não possuírem ligações profissionais ou afetivas com os possíveis investigados.

Porém, Feliciano prossegue, afirmando que na Comissão Parlamentar de Inquérito em questão é possível notar um “verdadeiro assalto” aos cargos da comissão por parte de “abutres da esquerda”, que teriam como objetivo desestabilizar o governo Bolsonaro.

O pastor defende que os cargos importantes da comissão desta CPI foram entregues a “inimigos declarados do governo”, de modo que a imparcialidade pode acabar sendo um fator com o qual não se pode contar.

“Tenho o maior respeito pela instituição Comissão Parlamentar de Inquérito. Inclusive participei de várias. Mas não posso compactuar que se use ferramentas de interesse público coletivo em favor de grupos ideológicos que, por declarações já prestadas à imprensa, possuem um veredicto antecipado”, afirmou Feliciano em seu artigo publicado no Pleno News.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: