É fake news que Pazuello tenha passado mal na CPI: “Não houve absolutamente nada”

O ministro Onyx Lorenzoni negou agora a pouco que o general Eduardo Pazuello tenha passado mal durante o intervalo da CPI da Covid, no Senado Federal. Segundo o líder da Secretaria-Geral da Presidência da República, se trata de uma “fake news” a informação divulgada nas redes sociais.

“A fábrica de fakenews agora inventa mais uma: Pazuello não passou mal coisa nenhuma. Está ótimo. Melhorem, 5a série. Medíocres”, escreveu Lorenzoni em sua rede social. Figuras como o jornalista Ricardo Noblat, colunista da Veja, divulgaram que o general teria passado mal e teria recebido atendimento do senador Otto Alencar, que também é médico.

“O general Eduardo Pazuello passou mal e foi atendido pelo senador Otto Alencar (PSD-BA)”, escreveu Noblat em seu perfil. O pergil do Movimento Brasil Livre (MBL) também repercutiu a mesma informação.

“Pazuello passa mal após suspensão da CPI do COVID. Ele está sendo atendido pelo Senador Otto Alencar. Informações da CNN.”. A informação da CNN, no entanto, apesar de citar a suposta ocasião, dá conta de que Pazuello “estava bem”. O senador Eduardo Girão acabou, inclusive, de confirmar a informação de que foi um “boato”.

“Estava apenas descansando, rindo”, afirmou Girão. “Não houve absolutamente nada”, disse ele, afirmando que estava na sala com Pazuello. O senador Marcos Rogério também veio a público na sessão do Senado para confirmar a fala de Girão e dizer que Pazuello não passou mal e que o boato teria se espalhado em decorrência de piadas de senadores oposicionistas ao verem o general descansando durante o intervalo da Comissão.

Inconformado com respostas na CPI, Randolfe pede quebras de sigilo contra Pazuello