10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Direita em festa: agora dono do Twitter, Musk poderá trazer de volta Donald Trump

É oficial! Elon Musk é o novo proprietário de uma das maiores plataformas de comunicação do mundo, o Twitter. O bilionário, agora, tem o poder de trazer de volta figuras como o ex-presidente Donald Trump, banido da rede social em janeiro de 2021, após a polêmica invasão ao Capitólio dos Estados Unidos.

A compra do Twitter foi oficializada nesta segunda-feira, após horas de expectativa quanto ao anúncio. O dono da Tesla e da Space-X pagou a fortuna de 44 bilhões de dólares pela plataforma, em parceria com investidores. A empresa gora será privada.

Pela rede social, lideranças políticas, comentaristas e jornalistas comentaram a compra de Musk. O ministro das Comunicações, Fabio Faria, celebrou: “Congratulations, @elonmusk! Mais uma vez você está a dois passos na frente dos outros players e agora faz um gesto ao mundo e em defesa da liberdade!”

A compra do Twitter por Musk é vista com muita expectativa por parte da direita política dentro e fora do Brasil, uma vez que o bilionário comprou a empresa sob o discurso de defesa da liberdade de expressão. Ainda nesta segunda-feira (25), por exemplo, ele postou o seguinte comentário:

“Espero que até meus piores críticos permaneçam no Twitter, porque é isso que significa liberdade de expressão”. A postagem foi compartilhada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, também no Twitter.

O Assessor Especial para Assuntos Internacionais do Presidente Jair Bolsonaro, Filipe G. Martins, brincou dizendo que “Elon Musk concedeu indulto ao Twitter”, fazendo um paralelo com o perdão constitucional concedido pelo governo ao deputado Daniel Silveira.

A assessoria de imprensa do governo Biden, por outro lado, já reagiu em tom de intimidação, após o anúncio da transação comercial. “Não importa quem possui ou administra o Twitter, o presidente há muito se preocupa com o poder que as grandes plataformas de mídia social têm sobre nossas vidas cotidianas”, disse a Jen Psaki, segundo a ABC.

A reação não parece ser por acaso, uma vez que a grande expectativa do americanos, agora, é sobre o retorno do ex-presidente Donald Trump ao Twitter. Apesar de ter criado a sua própria rede social, o outro bilionário americano sabe que a mídia de Musk é uma importante plataforma eleitoral.

Mesmo assim, ao falar da compra do Twitter por Musk, Trump disse que não pretende retornar à plataforma. “Espero que Elon compre o Twitter porque ele fará melhorias e é um bom homem, mas eu vou ficar na Truth”, disse o ex-presidente ao se referir à própria rede social, lançada por ele no começo deste ano.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: