Cotado para o STF, Mendonça se vê como Davi diante de Golias: “Pequeno e desprezado”

André Mendonça, atual advogado-geral da União, pastor presbiteriano e ex-ministro da justiça realizou uma pregação na manhã do sábado (03/05) em Itajaí. Ao iniciar sua mensagem, Mendonça questionou: “Quem é o André para quem não tem a cosmovisão cristã?”, e respondeu citando o Salmo 119:141: “Sou pequeno e desprezado, mas não esqueço os teus preceitos”.

“O André diante dos Golias é pequeno e desprezado”, afirmou. “Assim foi com Davi, assim foram com os profetas e também com Jesus. Assim é comigo e com você.”

Durante seu testemunho, o pastor apontou para as descrenças que enfrentou quando decidiu fazer concursos para se tornar advogado da Petrobras Distribuidora e ingressar na carreira de advogado na União, afirmando ter ouvido a frase “quem você pensa que é?”.

“Quantas vezes vocês foram desacreditados? Quantos homens e mulheres de Deus na história da Bíblia passaram pela mesma situação? Você quer ganhar a sua vida? Siga a Cristo e tome sua Cruz diariamente.”, declarou Mendonça.

Ao citar uma matéria publicada num determinado jornal à seu respeito, que buscava questionar sua importância no cenário político nacional ao questionar quem seria André na fila do pão, Mendonça declarou que “O André na fila do pão era e continua sendo nada”.

“Mas eu sirvo a um Deus que é tudo em todo tempo, em todas as coisas, e diante de qualquer pessoa. Eu na fila do pão estou como que catando as migalhas, esperando o que Cristo pode derramar na minha vida”, disse ele.

O atual AGU ganhou destaque nacional ao assumir o cargo do ex-ministro Sérgio Moro na pasta da Justiça, onde permaneceu até ser substituído esse ano pelo general Braga Netto. Por sua atuação discreta, mas considerada eficaz pelo governo, especialmente por ser evangélico e ter posições conservadoras, Mendonça é um dos cotados para assumir a próxima vaga aberta de ministro no Supremo Tribunal Federal, quando o decano Marco Aurélio irá se aposentar.