10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Cidade de São Paulo dará multa de até R$ 3 mil para quem fizer reuniões familiares

Um novo toque de recolher entrou em vigor no interior de São Paulo na quinta-feira (18), e com ele a população recebeu alguns avisos que já estão causando polêmica, uma vez que muitos os consideram abusivos.

Uma dessas medidas é a multa de 3 mil reais para aqueles que forem flagrados realizando reuniões familiares com mais de 10 pessoas. Além da multa, o responsável pela organização do evento poderá ser processado com base no código penal, podendo receber até um ano de cadeia.

O decreto foi anunciado em Campinas, a maior cidade do interior de São Paulo, que atualmente conta com todos os leitos de UTI ocupados por pacientes com o coronavírus e mais de 100 pessoas na fila de espera para conseguir internação.

Em uma declaração ao Estadão, o prefeito Dário Saadi (Republicanos) disse que este é possivelmente o momento mais dramático da pandemia.

“Temos mais de 100 pessoas aguardando na fila para internação em UTI e enfermaria, com hospitais à beira de um colapso. As medidas são duras e necessárias, a favor da vida”, explicou o prefeito, reforçando a gravidade da situação.

Segundo Dário, tudo depende da colaboração da população, de maneira que se o desrespeito ao toque de recolher por parte dos cidadãos continuar, é provável que a situação só piore e que medidas mais graves precisem ser tomadas.

“A fiscalização será mais rigorosa, e as multas são para aglomerações e descumprimento das medidas sanitárias. Por isso, faço um apelo a todas as pessoas para seguirem as regras”, disse Dário.

O plano inicial é de que o toque de recolher vá até o dia 30 de março, e a nova fase traz consigo diversas restrições. Além de impedir a circulação de pessoas que estão saindo de casa sem justificar o motivo, serviços considerados essenciais (como supermercados, padarias e lojas de conveniência) agora deverão encerrar suas atividades às 20 horas. O mesmo vale para serviços de drive-thru em restaurantes e etc.

Uma nova medida são os bloqueios feitos em conjunto pela Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal, bloqueios esses que ocorrerão em pontos estratégicos para abordar o cidadão que estiver circulando após as 20 horas. De acordo com a prefeitura, a abordagem se trata apenas de uma orientação para que o mesmo retorne para sua residência.

Os veículos também estarão sob vigia, tendo em vista que a prefeitura também fará uso de câmeras e leitores de placas para detectar possíveis aglomerações dos mesmos. Farmácias, postos de gasolina e serviços de táxis e motoristas de aplicativos não possuirão nenhuma restrição quanto ao horário de funcionamento. Além disso, hotéis e pousadas estarão funcionando, mas só poderão servir refeições nos quartos.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: