21.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

Bolsonaro cita lutas do governo: “Pandemia, crise hidrológica, geada, seca, guerra”

Em um encontro com ministros para celebrar o seu aniversário de 67 anos, na segunda-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro destacou alguns desafios enfrentados por seu governo ao longo do mandato. Ele exaltou o trabalho do ministro Paulo Guedes e destacou a lealdade da sua equipe ministerial.

“Fizemos o que poderíamos fazer. Quem esperava o Paulo Guedes liberar R$ 700 bilhões em plena pandemia? Um homem que é austero, sabemos disso”, disse Bolsonaro aos ministros.

“E às vezes, Paulo Guedes, quando alguém fala alguma coisa de você, a gente fala: ‘Se está ruim com o Paulo Guedes, pior sem ele’. E é o que nós temos. A lealdade de todos nós aqui para enfrentarmos esses desafios”, completo.

Para o presidente da República, o seu governo não vem enfrentando apenas a oposição política, que por si só é muito forte e conta com o apoio de setores importantes como parte da imprensa. Há também os desafios naturais do tempo e da geopolítica.

“Estamos vivos e em pé aqui hoje apesar dos problemas: dois anos de pandemia, crise hidrológica, geada, seca, guerra do outro lado do mundo, mas com reflexo aqui para o Brasil. Estamos bem”, afirmou o presidente.

Numa tentativa de conter os efeitos da crise econômica mundial em decorrência da pandemia e da guerra na Ucrânia, o governo anunciou nesta terça-feira (22) que zerou o imposto de importação de alimentos que mais pesam sobre a inflação.

O comunicado também foi feito pelo perfil oficial do presidente nas redes sociais. “Além das diversas iniciativas tomadas anteriormente sobre combustíveis, também foi zerado o IPI do etanol, levando impacto de até R$ 0,20 no preço da gasolina.”

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: