15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

AGU recorre no STF contra divulgação da reunião entre Moro e Bolsonaro

O novo advogado-geral da União, José Levi Mello do Amaral Junior, apresentou ao ministro Celso de Mello um pedido para que ele reveja a exigência de entrega de um vídeo citado por Sérgio Moro em seu depoimento à Polícia Federal.

No pedido de revisão, a AGU relata que a reunião contava com a presença do presidente Jair Bolsonaro, o vice, Hamilton Mourão, e ministros do Poder Executivo, com tratativas sobre assuntos sensíveis.

“Foram tratados assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de relações exteriores, entre outros”, argumentou Amaral Junior.

O ministro do Supremo havia estabelecido um prazo de 72 horas para a entrega do arquivo, já que a reunião foi citada pelo ex-ministro da Justiça em depoimento dado no último sábado, 02 de maio.

Celso de Mello quer ter acesso ao trecho do depoimento em que Moro alegou ter sido cobrado por Bolsonaro no dia 22 de abril para que substituísse o superintendente da PF do Rio de Janeiro e também o então diretor-geral da instituição, Maurício Valeixo.

Caption

 

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: