28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Absurdo: médico anestesista estupra paciente desacordada em cirurgia de parto

O médico Giovanni Quintella Bezerra foi preso e autuado em flagrante, na noite deste domingo (10), por estupro. O anestesista estuprou uma paciente enquanto ela estava dopada e passava por um parto cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João Meriti, município na Baixada Fluminense.

Mulheres da equipe que fazia a operação suspeitavam do comportamento do médico e o filmaram com um celular escondido. Esse foi o terceiro procedimento cirúrgico de que Giovanni participou no plantão.

A investigação começou após funcionárias da unidade de saúde desconfiarem da conduta do médico. A gravação registrou o homem colocando o pênis na boca de uma paciente quando ele participava do parto dela. A gravação foi entregue a investigadores da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti.

Enfermeiras e técnicas do Hospital da Mulher de Vilar dos Teles já vinham desconfiando da atitude do médico anestesista há ao menos dois meses. Para provar as suspeitas, elas passaram a gravar o especialista quando ele fazia os partos. E na noite do último domingo não foi diferente.

Médico é preso acusado de estuprar grávidas durante trabalho de parto -  Super Rádio Tupi
O momento em que Giovanni Quintella Bezerra estupra uma paciente durante cirurgia. Foto: reprodução

Bezerra foi flagrado estuprando uma grávida durante uma cesariana na unidade. As imagens serviram de prova para a prisão em flagrante do médico. De acordo com a Deam de São João de Meriti, a quantidade de sedativo aplicada por ele nas grávidas foi o estopim para a desconfiança da equipe.

As funcionárias que denunciaram o médico contaram que, só neste domingo (10), Giovanni teria participado de outras duas cirurgias em salas onde a gravação não era possível. Só na terceira operação as imagens foram possíveis. Com: Extra

DESTAQUE
Veja também:
close