11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

“A exoneração do sr. Maurício Valeixo se deu A PEDIDO do próprio”, diz Secretaria

Em uma manhã de sexta-feia (24) tensa em Brasília, uma informação talvez venha servir para acalmar os ânimos dos apoiadores do presidente da República e do ministro Sérgio Moro, bem como da imprensa em geral.

Se trata de uma publicação feita pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), onde confirma que a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, foi a pedido dele, e não por decisão particular do presidente Bolsonaro.

A informação se deu com base nas declarações do próprio Valeixo, que já havia comunicado na quinta-feira o seu aparente cansaço por causa do cargo que ocupa e todo o trabalho desempenhado ao longo de 2019.

“Ao contrário do que parte da imprensa está noticiando, a exoneração do sr. Maurício Valeixo se deu A PEDIDO do próprio. Contra fake news, busque sempre a fonte primária da informação. Bom dia”, escreveu a Secom em seu Twitter.

Com essa informação é possível cogitar que a coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro para logo mais deverá ser para a nunciar um possível substituto de Valeixo ou mesmo esclarecer o real motivo da sua saída. Confira:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: