Mais

    A censura no Brasil atua “pelas mãos do Judiciário”, diz filósofo Felipe Pondé

    O filósofo Luiz Felipe Pondé tem utilizado as redes sociais para fazer críticas cada vez mais contundentes ao Judiciário brasileiro, precisamente ao Supremo Tribunal Federal. Em mais uma série de postagens, ele apontou o que, em sua opinião, estaria alimentando a censura no Brasil.

    “Pra quem tiver alguma dúvida: sim há censura no Brasil. Ela atua de dentro do Estado de Direito pelas mãos do poder judiciário e tem as benções de muitos intelectuais, jornalistas, acadêmicos e juristas. Isso sim é ‘ataque a democracia'”, comentou Pondé.

    Ele completou, dessa vez em outra postagem: “Após fazer um papel importante em favor do estado democrático de direito nos últimos anos, o STF abre espaço pra censura no Brasil e fere a liberdade de imprensa. Piores formas de controle jurídico do pensamento público virão no futuro próximo.”

    Alguns seguidores do filósofo reagiram negativamente, apontando seus posicionamentos durante o governo do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro. O influenciador Kim D. Paim ironizou:

    “Você sabe que tem dedo seu nisso aí né? Mas vamos fingir que você tava lutando contra o golpismo, até pq você não pode virar persona non grata perante o consórcio [sic]”, escreveu ele, em resposta ao professor.

    A crítica recente de Pondé fez referência a uma decisão do STF, ao estipular que veículos de imprensa poderão ser punidos por entrevistas com conteúdo falso ou ofensivo. O ministro Luiz Roberto Barroso, atual presidente da Corte, disse que não se trata de censura, e que tal punição só poderá ocorrer em casos excepcionais.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui