Senador alega “crime de responsabilidade” e apresenta pedido de impeachment de Doria

O clima de tensão envolvendo o chefe do executivo paulista esquentou neste final de semana, já que o senador Major Olímpio (PSL-SP) apresentou na última sexta-feira (3) um pedido de impeachment contra o governador João Doria (PSDB), alegando “crime de responsabilidade”.

Segundo o senador, o primeiro pedido foi apresentado “junto ao Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cauê Macris, por Crime de Responsabilidade com processo de Impeachment; e a segunda junto ao Procurador Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Smanio, por ato de Improbidade Administrativa”.

A motivação da iniciativa seria pelo fato de João Doria ter ordenado que a Polícia Militar bloqueasse a rua onde mora o Major, a fim de proibir protestos no local. “[As viaturas] deveriam estar protegendo a população nesse momento de calamidade pública nacional e internacional”, reclamou o senador.

Para Marco Vinholi, presidente do PSDB no estado, o pedido de impeachment de Doria não se justifica. “Mais uma vez o senador tenta criar fatos políticos que o destaquem. As denúncias apresentadas por ele contra o governador João Doria são, além de descabidas, evidências de seu desrespeito com os paulistas que vivem hoje a maior crise da história recente da humanidade”, disse ele.

O conflito entre o Major Olímpio de João Doria não é de hoje. Recentemente, por exemplo, os dois quase saíram no tapa durante uma discussão. Tudo foi gravado e divulgado nas redes sociais.