Ministro da Educação diz que vai excluir questões ideológicas do Enem: “Reviravolta”

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que pretende excluir da prova do Enem questões associadas a temas ideológicos, isto é: sem qualquer correlação com conteúdos curriculares tradicionais. Para isso, o chefe da pasta disse que deverá ter acesso antecipado ao conteúdo das provas.

“O Enem tem uma questão de sigilo que, para você ter uma ideia, nem mesmo o ministro da Educação tem acesso. Este ano, talvez, eu tenho conversado com o meu presidente, o grupo que me assessora, [para] que eu possa fazer parte, ter conhecimento, e, naturalmente, manter a questão do sigilo”, disse o ministro.

“As questões anteriores do Enem eu não tive nenhum acesso a perguntas ou questões de natureza que aconteceram”, destacou Ribeiro, segundo o UOL, frisando que retirar questões de cunho ideológico das provas teria o respaldo da população e dos estudantes.

“[A ideia] É minha. E creio que estou expressando a vontade da grande maioria da sociedade brasileira. Entende?! Eu acho que está na hora de dar uma reviravolta nessas questões do Enem”, disse ele, argumentando que em outras edições do Enem houve frustração por parte de alguns alunos.

“Os alunos estudam e são surpreendidos com questões que, em termos de avaliação, nada tem a ver com conhecimento necessário para se ter acesso a ensino superior. Eu creio que sejam dispensáveis alguns temas”, concluiu.

Deixe o seu comentário: