Estudantes já podem se matricular na rede pública de Brasília para o ano 2022

Agência Brasília – A rede pública de ensino já recebeu 9.507 inscrições de novos estudantes para o ano letivo de 2022. Dessas, apenas 300 foram realizadas pelo número 156, que começou o atendimento nesta terça-feira (5).

Apesar de o prazo ir até dia 24 de outubro, a Secretaria de Educação recomenda que os interessados aproveitem que o período inicial é mais tranquilo e não deixem para fazer a inscrição na última hora.

Para fazer a matrícula pelo telefone, o interessado só precisa discar o número 156 e escolher a opção 2. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h. Pelo site, as inscrições podem ser feitas durante as 24 horas do dia.

As inscrições para o ano letivo de 2022 são somente para novatos da rede pública na educação infantil (pré-escola), no ensino fundamental e no ensino médio.

A idade mínima para matrícula é de 4 anos completados até 31 de março de 2022. No ato do cadastro, o interessado precisa informar o número de CPF do estudante que será inscrito e o CEP da residência em que mora ou do local de trabalho dos pais ou responsáveis.

Com essas informações, a Secretaria de Educação vai realizar o cruzamento de dados e direcionar os novos estudantes preferencialmente para unidades escolares na região do CEP apresentado na inscrição, seja onde ele mora, seja onde trabalham os pais ou responsáveis.

Resultado

A previsão é de que o resultado seja divulgado em 21 de dezembro de 2021, também pelo site. As matrículas deverão ser efetivadas de 4 a 11 de janeiro de 2022. A secretaria divulgará posteriormente as orientações e os documentos necessários.

Estudantes especiais

O cadastro e a triagem de novos estudantes especiais, como também o remanejamento dos que já são matriculados em escolas da rede pública de ensino do DF, serão realizados de 4 a 29 de outubro.

No caso de inscrição e triagem, os interessados devem se dirigir à regional de ensino mais próxima da casa ou do trabalho dos pais ou responsáveis. Para remanejamento (transferência de uma escola pública para outra), é necessário ir à secretaria da unidade escolar onde o estudante está matriculado.

As regionais estão adotando os protocolos de segurança, como distanciamento e uso de máscaras, para atendimento às famílias.