11.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Pacheco diz que vai cobrar do Judiciário “respeito à autonomia do Poder legislativo”

Em seu primeiro discurso como vencedor pela disputa da presidência do Senado Federal, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) fez cobranças às instituições do país, como o poder Executivo e também o Judiciário.

“Ao Poder Executivo, dedicaremos parte significativa de nossos vigores, fiscalizando, deliberando suas proposições, dialogando para construir o futuro da nação. Porém, dele exigiremos respeito aos compromissos assumidos e à independência deste Poder Legislativo”, afirmou o senador.

Batendo na tecla da independência entre os poderes, Pacheco repetiu o tom de cobrança ao falar do Judiciário. A declaração do mesmo soa mais relevante nesse contexto, uma vez que ao longo de 2020 apoiadores do presidente fizeram críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal por supostas interferências nas decisões do Executivo.

“Ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, cujas cadeiras de cúpula dependem do aval deste Senado Federal, prometo colaboração e auxílio no tratamento dos temas legislativos que nos forem submetidos, aperfeiçoando a legislação para permitir o funcionamento ágil e justo dessas instituições essenciais”, disse o senador.

E completou: “Deles, cobraremos respeito à autonomia e à independência do Poder Legislativo, sempre com a observância republicana à harmonia exigida por nossa Constituição.”

Ratinho defende o governo e desabafa: “Chega de torcer pela desgraça do Brasil”

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: