Mais

    Generais se irritam após Lula dizer que “Forças Armadas não são poder moderador”

    Segundo informações divulgadas pelo jornalista Paulo Cappelli, do portal Metrópoles, generais próximos ao atual comandante do Exército Brasileiro, general Júlio César de Arruda, ficaram irritados após uma fala do atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    A fala ocorreu durante um café da manhã com jornalistas. Na ocasião, Lula disse que “as Forças Armadas não são poder moderador como pensam que são. As Forças Armadas têm um papel na Constituição, que é a defesa do povo brasileiro e da nossa soberania contra possíveis inimigos externos”.

    A declaração, apesar de usar o termo “Forças Armadas” em sentido amplo, teria sido um recado para o comandante do Exército, segundo Cappelli. Outro motivo de irritação foi o fato do atual ministro da Defesa, José Múcio, ter conversado com o ministro Alexandre de Moraes sobre a indicação de Lula para o comando do Exército.

    A indicação, na verdade, foi do próprio Múcio, e Lula apenas concordou, confiando no seu ministro. “Eu fui ao Alexandre (de Moraes) dizer que me responsabilizava pela minha escolha. E tenho absoluta certeza que fiz o certo”, afirmou o ministro durante uma entrevista à GloboNews.

    Segundo Cappelli, os generais ficaram irritados pelo fato de Múcio ter procurado Moraes. Eles avaliaram que o tema referente às Forças Armadas não deveria ter sido levado ao magistrado. Na prática, ficou parecendo que o ministro havia buscado o aval do juiz sobre algo que não lhe diz respeito.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui