10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Feliciano: ‘Assessor de Mourão estava sabotando o governo de Jair Bolsonaro’

O deputado federal e pastor Marco Feliciano fez uma publicação para alertar sobre a existência de uma suposta conspiração dentro do Palácio do Planalto para articular o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

“O lugar sagrado para o combatente numa guerra é a trincheira. É lá que ele descansa, alimenta-se, cura as feridas e faz suas orações. O ato mais execrável do ser humano é violar esse espaço”, disse Feliciano ao se referir ao Planalto.

Nas últimas 24 horas, veio à tona uma notícia do blog O Antagonista, a qual disse que um assessor do vice-presidente Hamilton Mourão, chamado Ricardo Roesch Morato Filho, estaria entrando em contato com parlamentares de Brasília para articular o impeachment de Bolsonaro.

Inicialmente Mourão negou o fato, mas quando o nome do assessor foi divulgado, assim como prints da conversa do mesmo, o vice-presidente confirmou que a conversa ocorreu, mas sem que ele soubesse. Por essa razão, o general exonerou nesta sexta-feira (29) Ricardo do cargo de auxiliar da vice-presidência.

O fato, no entanto, chamou atenção dos apoiadores do presidente, bem como de Feliciano, que viu nisso uma conspiração no coração do Planalto. “Seu assessor conspirou com alguns membros do legislativo, sabotando o governo do presidente Jair Bolsonaro, e estimulou o impeachment”, disse o deputado em sua coluna no Pleno News.

“Como se já não bastassem próceres dos partidos de esquerda e grande parte da mídia tradicional (hoje sem patrocínio do governo) conspirar dia e noite, ainda temos de enfrentar o ‘fogo amigo’?”, questionou o parlamentar.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: