15.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Ibaneis: “O que temos para tratar a população do Distrito Federal é o isolamento”

Foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (1) um novo decreto do governador Ibaneis Rocha, estabelecendo que o isolamento social no Distrito Federal será prorrogado até o dia 3 de maio.

“No momento, o que temos para tratar a população do Distrito Federal é o isolamento social. Essa foi a medida adotada nos países onde as coisas deram certo”, disse Ibaneis. Além da circulação de pedestres, instituições de ensino terão prazo de retorno estendido até o dia 31 de maio. 

Em outra ocasião, Ibaneis sugeriu que a quarentena no DF dependerá não das determinações do Ministério da Saúde do Brasil, mas sim da Organização Mundial de Saúde: “Não tem último dia de quarentena. O último dia será quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) disser que isso acabou, que teremos tratamento e que pudermos sair com segurança”, disse ele ao jornal Folha de S. Paulo.

A maioria dos comércios em Brasília permanecem fechados. Estabelecimentos que lidam com refeição, por outro lado, terão o funcionamento flexibilizado a partir de agora, tais como restaurantes e lanchonetes, que poderão oferecer os serviços de delivery.

A venda de produtos alimentícios e farmacêuticos continua sendo permitida por ser considerada essencial. Além desses, as praças de alimentação das feiras permanentes também poderão funcionar, mas com exigências, tais como a oferta de álcool em gel, distância mínima de 2 metros entre as pessoas e o uso obrigatório de máscaras nos funcionários.

“A gente tem de ir fazendo isto aos poucos, liberando alguns setores e reavaliando a cada momento as medidas. Agradecemos a população a compreensão por todo o momento. Tenho certeza que seguindo nesse isolamento, vamos conseguir ultrapassar o segundo ciclo da doença com mais segurança”, afirmou Ibaneis, segundo O Globo.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: