11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

URGENTE: Comissão Interamericana pede esclarecimentos sobre inquérito das fake news

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) pediu esclarecimentos sobre o inquérito das fake news nesta sexta-feira, 10, ao advogado Emerson Grigollette, autor de um pedido à Corte estrangeira.

Em 2020, Grigollette acionou a CIDH para defender o jornalista Bernard Kuster, alvo do inquérito das fake news. Entre outras reivindicações, a defesa busca acesso ao inquérito, que permanece sob sigilo. A CIDH quer saber:

“Indique quem seriam as supostas vítimas desta petição; se é apenas Bernard Kuster ou também as pessoas listadas na petição inicial em 2019;

“Forneça informações atualizadas sobre o esgotamento dos recursos internos, indicando datas e resultados; bem como a etapa processual que o processo;

“Forneça cópias simples dos recursos e resoluções; Relate o resultado do recurso de habeas corpus interposto pelo senhor Bernard Kuster em 2020; Forneça informações sobre qualquer outro fato que pareça importante para a análise desta petição.

A CIDH solicitou ao advogado a apresentação das respostas em até um mês. Grigollette se pronunciou no Twitter: “Andamento atualizado da #MaiorAçãoDoMundo, assinada por mais de 2.200 advogados e mais de 130 mil cidadão junto a CIDH.”

“Acabo de ser intimado para apresentar atualizações sobre o Inquérito 4.781. Já estamos providenciando. E não é pouca coisa. Pra trás, nem pra pegar impulso!”, postou o advogado.

Na prática, a resposta da CIDH é um sinal positivo para a ação movida pelos advogados, o que ajuda a dar visibilidade internacional ao inquérito conduzido pelo ministro Moraes, mas numa perspectiva negativa, tendo em vista a ação representa uma denúncia. Com informações: Oeste. Assista:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: