28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Tenente indígena se revolta com Randolfe: “Tem atuado contra a soberania nacional”

A Tenente do Exército Brasileiro Sílvia Nobre Waiãpi, natural do Amapá, não poupou críticas ao senador Randolfe Rodrigues, também do seu estado. Durante uma entrevista, a militar chegou a insinuar que o parlamentar estaria trabalhando por interesses alheios à soberania nacional.

“Ele não está preocupado com o norte brasileiro. Se estivesse, estaria lutando da mesma forma que lutou para encontrar Bruno e Dom Phillips. A única coisa que Randolfe Rodrigues tem feito é atuar contra o Brasil, denegrindo a imagem do nosso país para a população estrangeira”, disparou a militar, que possui origem indígena.

Sílvia Nobre Waiãpi se referiu ao caso dos ambientalistas que recentemente foram assassinatos na Amazônia, apontando o que para ela seria uma atitude hipócrita por parte do senador, que atualmente atua como coordenador da pré-campanha do ex-presidente Lula.

“Nós tivemos um avião desaparecido em 2018, com sete indígenas e um piloto, e não houve nenhuma ação dele, os desaparecidos nunca foram achados. Eram pobres, sem visibilidade. Dois adolescentes foram apanhar açaí no mato e desapareceram, e não houve nenhuma comoção por parte de Randolfe para encontrar os jovens”, destacou a Tenente.

Sílvia Nobre ainda acrescentou: “Ele tem atuado contra a soberania nacional, contra o povo brasileiro. Eu não sei para quem ele trabalha. Há pouco tempo ele ganhou uma medalha do governo francês…”

Sílvia Nobre foi uma das militares que fizeram parte do grupo de transição do presidente da República, Jair Bolsonaro, em 2018. A Tenente ganhou fama no país devido à sua história de superação, já tendo sido moradora de rua, mãe adolescente, vendedora de livros, poetisa e até atriz da Globo. Assista a entrevista, abaixo:

DESTAQUE
Veja também:
close