“Qualquer um que eu indicasse estaria levando tiro”, diz Bolsonaro sobre o STF

Reprodução: Google

A indicação do desembargador Kassio Marques Nunes para o Supremo Tribunal Federal (STF) provocou uma avalanche de críticas sobre o presidente Jair Bolsonaro, com a diferença de que dessa vez, em vez de serem críticas da oposição, foram dos próprios apoiadores.

Considerado um dos principais apoiadores do presidente, o pastor Silas Malafaia também se manifestou: “Quando a imprensa esquerdopata elogia a escolha de Bolsonaro para uma vaga no STF, tenha certeza que a escolha está sendo errada”, disse ele.

“Fico bobo de ver puxa saco do presidente falar asneira pela imprensa para agradar ao chefe. AMIGOS LEAIS CONFRONTAM E FALAM A VERDADE!”, completou o pastor, justificando a sua posição.

Bolsonaro, no entanto, prevendo que seria criticado, afirmou durante a sua live semanal que qualquer indicação provocaria reações.  “Nós temos uma vaga prevista para o ano que vem também. Esta segunda vaga vai ser para um evangélico, tá certo? Agora, tá levando tiro… Qualquer um que eu indicasse estaria levando tiro. Tinha uns dez currículos na minha mesa.”, disse ele.

A indicação de Bolsonaro já foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (02).

Publicação no 'Diário Oficial da União' da indicação do presidente Jair Bolsonaro do nome do desembargador Kassio Nunes Marques, de 48 anos, para assumir a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)  — Foto: Reprodução / DOU
Desembargador Kassio Marques Nunes é indicado ao STF. Reprodução: G1