Mais

    Mourão critica o PT por acabar com escolas cívico-militares: ‘Só vejo destruição’

    O senador Hamilton Mourão reagiu criticamente contra a decisão do governo Lula (Partido dos Trabalhadores) de encerrar o programa de escolas cívico-militares criado durante o governo do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro.

    A decisão foi anunciada com exclusividade pelo Estadão na manhã de hoje (12), após confirmação do Ministério da Educação. Para o general Mourão, trata-se de revanchismo promovido pelo atual governo.

    “A decisão revanchista do governo PT, ao optar pelo encerramento do programa das escolas-cívico militares no Brasil, não pode ser esquecida! Essa gente tira das crianças a maior riqueza, um ensino de qualidade”, criticou o senador e ex-vice-presidente da República

    Segundo Mourão, as escolas cívico-militares oferecem mais do que apenas conteúdo curricular; elas também oferecem uma formação “moral e cívica”, ajudando a construir cidadãos melhores para o futuro.

    “Tira das crianças a oportunidade de construírem um futuro melhor, baseado em uma proposta pedagógica que abarca a formação conteudista junto da formação moral e cívica, gerando melhores cidadãos para o País. Cadê a união e reconstrução, só vejo destruição!”, concluiu o general.

    O programa de escolas cívico-militares foi uma das principais bandeiras do governo Bolsonaro, e até hoje é apoiado por muitas famílias que acreditam na melhor formação e maior segurança para professores e alunos.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    close