15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

“Moro era visto como herói nacional, hoje é motivo de chacota”, diz Mario Frias

O Secretário Especial de Cultura do Governo Federal, Mario Frias, comentou sobre a troca-troca de partido envolvendo o ex-ministro Sérgio Moro, que esta semana anunciou a sua saída do Podemos para se filiar ao União Brasil.

Para o ator ex-Globo que agora engrossa a fileira da ala bolsonarista, o ex-juiz da Lava Jato virou motivo de “vergonha e chacota”.

“A biografia decadente de Sérgio Moro. De herói nacional à vergonha nacional. O fim de todo homem que mente, engana, trapaceia e trai, é a sua própria ruína”, disparou Frias ao comentar uma manchete da CNN Brasil, onde se destaca que Moro poderá ser impugnado se insistir na intenção de se candidatar à Presidência da República pelo União Brasil.

Para frias, nem mesmo o União Brasil trata o ex-ministro com o devido valor. “Moro era visto como herói nacional, hoje é motivo de vergonha e chacota. Não tem respeito nem do próprio partido que está filiado”, disse ele.

“Que os paulistas não se esqueçam quem de fato é Sérgio Moro, um homem sem palavra, sem credibilidade e sem consideração por nada e por ninguém”, completou o secretário.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: