11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

Janaína diz que poderia aceitar ser vice de Bolsonaro: “Agrego muito voto para ele”

A deputada estadual Janaína Paschoal concedeu uma entrevista, onde comentou sobre a possibilidade de ser candidata à vice-presidente da chapa do presidente Jair Messias Bolsonaro. Apesar de considerar ser praticamente impossível essa realidade, ela disse que tenderia a aceitar o convive.

“Se eu conseguisse sentar com ele, entender o que ele planeja para seu próximo mandato, estaria tendente a aceitar”, disse ela ao se referir a Bolsonaro. Janaína acredita que o fato de ter muitos apoiadores ajudaria a candidatura do presidente.

“Até porque acho que agrego muito voto para ele. Sou muito mais moderada. Sou muito mais ponderada, defensora de todas as garantias, de todas as liberdades”, acrescentou a deputada, nacionalmente conhecida como a advogada do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Janaína também frisou que, caso fosse candidata a vice-presidente de Bolsonaro, contribuiria para diminuir os rumores de suposta ruptura institucional em caso de derrota no pleito desse ano.

“Quebraria um pouco esse medo que as pessoas têm de qualquer quebra institucional”, disse ela ao portal Metrópoles.  “Eu daria uma garantia em termos de respeito à Constituição Federal”, argumentou. Assista a entrevista completa, abaixo:

A deputada fez suas colocações ao ser provocada, mas demonstrou estar consciente de que o convite para a vice-presidência dificilmente ocorrerá, como houve em 2018. Naquela época, a chapa também não decolou, acredita-se por causa da diferença de estilo entre os dois políticos.

Janaína agora mira no Senado Federal, e vem pleiteando o apoio de Bolsonaro, ainda que indiretamente, fazendo críticas aos nomes mais cotados, como o do apresentador José Luiz Datena. “Se ele quiser me apoiar, vou agradecer. Mas não vou procurar”, disse ela sobre o presidente.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: