23.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Diretor do Butantan: quem tomou a CoronaVac poderá ter que voltar a tomar anualmente

Depondo nesta quinta-feira (27) da CPI da Pandemia, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, falou sobre a possibilidade de que vacinas contra o novo coronavírus, como a CoronaVac, serem necessárias anualmente, mesmo para quem já tomou o medicamento.

“Seria essa a periodicidade. A não ser que tenhamos mudança nas vacinas. Com as vacinas que temos hoje, elas nos levariam à necessidade anual de vacinação”, afirmou o diretor, indicando que outras vacinas também poderão estar sujeitas a mesma necessidade, segundo O Antagonista.

Dimas já havia dado esse indicativo durante uma entrevista para a revista Veja, publicada no dia 08 de março desse ano. “Tudo indica que a duração da imunidade será inferior a um ano, e, portanto, a vacinação periódica será necessária”, afirmou ele na ocasião.

Em seu depoimento ainda em curso na CPI da Pandemia, Dimas negou que tivesse recebido qualquer ofício por parte do Governo Federal afirmando que não compraria a CoronaVac, mas disse acreditar que declarações por parte do presidente Jair Bolsonaro e outras autoridades, críticas à China, prejudicaram a liberação de insumos para a produção do medicamento, causando atrasos da produção.

Ele também falou que palavras do presidente Bolsonaro contra a “vacina chinesa”, ainda que não oficiais, atrapalharam o curso das negociações com o Ministério da Saúde. Assista abaixo:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: