Mais

    Deputado acusa Pacheco, presidente do Senado, de ser “capacho do crime organizado”

    O deputado federal Gustavo Gayer gravou um vídeo na tarde desta terça-feira, onde fez duras críticas ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assim como ao presidente do Senado Federal, o senador Rodrigo Pacheco.

    Se referindo à base governista como “organização criminosa”, o deputado chegou a acusar Pacheco de ser “capacho do crime organizado”. As declarações do parlamentar se deram em um contexto de críticas aos resultado da CPMI do 8 de janeiro.

    Isso, porque, nesta terça, governistas que integram a CPMI rejeitaram os requerimentos da oposição para a convocação de figuras como o general Gonçalves Dias, ex-comandante do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, assim como de outras pessoas consideradas peças-chave para as investigações.

    Por outro lado, foram aprovados requerimentos convocando apenas aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro, como o ex-ministro Anderson Torres e os generais Braga Netto e Augusto Heleno.

    O senador Flávio Bolsonaro também reagiu: “Simplesmente o cara que foi o estopim para a abertura da CPMI do 8 de janeiro, o general do GSI do Lula que aparece em imagens supostamente ajudando invasores e que teria falsificado um relatório da ABIN, não foi convocado. Que tipo de investigação é essa que não quer ouvir uma testemunha chave?”, comentou.

    Gayer, por sua vez, disse que não nutre expectativas quanto aos resultados da Comissão. Para ele, “o crime organizado sequestrou a CPMI do 8 de janeiro”. O deputado, porém, disse que a CPI do MST poderá trazer os resultados esperados. Assista:

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui