“Não quero o passaporte da vacina aqui no DF”, diz governador Ibaneis Rocha

O governador de Brasília, Ibaneis Rocha, afirmou que não adotará o chamado “passaporte sanitário” no Distrito Federal. A medida que vem sendo bastante criticada pelo governo Bolsonaro e seus apoiadores, exigiria a apresentação do comprovante de vacina contra o novo coronavírus para a entrada em alguns ambientes públicos e privados, como restaurantes.

“Posso dizer não, desde já. Eu não quero o passaporte da vacina aqui no DF. As restrições (impostas pela pandemia da Covid-19) são aquelas dos decretos que dizem respeito à comprovação de imunização em shows e eventos. Passaporte para entrar em restaurantes e outros ambientes, isso aí, eu não pretendo implantar”, disse o governador durante o lançamento do programa do Renova-DF, em São Sebastião.

O passaporte sanitário tem sido adotado em mais de 200 municípios do Brasil, apesar das críticas vindas de boa parte da população. Isso porque, muitas pessoas optaram por não se vacinar, e enxergam esse tipo de medida como uma forma de imposição por parte dos governantes.