Versão ‘paz e amor’ de Bolsonaro agrada Fux, que elogia ausência de conflitos

Desde que divulgou uma “Carta à Nação” no dia 9 de setembro passado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passou a adotar uma nova postura diante dos outros poderes, especialmente no tocante aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Na avaliação do presidente da corte, ministro Luiz Fux, essa versão ‘paz e amor’ do mandatário é motivo de elogio.

Foi isso o que apurou o portal Metrópoles. Segundo interlocutores, Fux teria classificado como “muito boa” a ausência de conflito entre os poderes, dizendo-se acreditar que a mudança de comportamento por parte de Bolsonaro pode ser duradoura, diferente do que alguns críticos haviam especulado no começo do mês passado.

Fux, no entanto, ainda não prevê um encontro com Bolsonaro. Provavelmente o presidente do STF ainda prefere aguardar para ter certeza da sua avaliação atual. Para alguns apoiadores do chefe do Executivo, por outro lado, a versão ‘paz e amor’ não está agradando muito.

Isso porque, alguns aliados enxergam na atual postura de Bolsonaro uma demonstração de fragilidade perante os outros poderes. Todavia, parlamentares da Câmara e do Senado que integram a base de apoio ao governo acreditam que o tom mais moderado do presidente faz parte de uma mudança estratégica que visa diminuir as tensões visando garantir a disputa eleitoral em 2022.